21 de setembro de 2012

ás vezes, confusa e inquieta eu penso:
a culpa é minha? 

2 comentários:

Rita Carvalho disse...

Fui sempre defensora de que o quer que aconteça, a culpa nunca é só nossa :)

Rita Carvalho disse...

Ainda bem que gostaste Paulinha :$