7 de novembro de 2012

Quando caminho pelas ruas que não têm mais nada que chuva, vento, noite e solidão, já não tenho medo.
Sei lá, perdi a vontade de viver. Perdi o medo de morrer.

1 comentário:

Rita Carvalho disse...

De certeza que tens muuuuitas pessoas que gostam de ti Paulinha!
Eu gosto :x